Recife é escolhido como polo de tecnologia no programa Rotas da Integração Nacional

 Iniciativa engloba a Região Metropolitana do Recife e surgiu após workshop realizado pela Ministério da Integração Nacional e Sudene

 

O Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) e a Sudene criaram o “Mangue Digital” – primeiro polo de tecnologia da informação a fazer parte do programa Rotas da Integração Nacional. A iniciativa engloba a Região Metropolitana do Recife e surgiu após dois dias de oficinas e debates realizados na capital pernambucana, nos dias 03 e 04 junho. O workshop contou com a participação do SoftexRecife, Assespro, Porto Digital, Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação de Pernambuco, Banco do Nordeste, Codevasf,entre outras instituições e órgãos públicos.

 

O Grande Recife foi a primeira localidade selecionada pelo MDR para a implementação da Rota de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). A favor de Pernambuco, contou o fato de a capital já ser considerada um dos principais centros produtores de tecnologia do Brasil. Além disso, já existem na área programas inovadores de formação; redes de cooperação entre atores do polo; lei estadual de inovação; recursos não reembolsáveis e reembolsáveis subsidiados em expansão; incentivos fiscais para indústrias com contrapartida em projetos de inovação; afora o Centro de Inovação da UFPE e o Porto Digital.

 

“Esse foi importante reconhecimento que o Polo de Tecnologia da Informação e Comunicação de Pernambuco recebeu do Ministério do Desenvolvimento Regional. Vamos ocupar um papel de protagonista no programa Rota de TIC que chega para agregar e unir forças com vista a ampliar e potencializar no nosso ecossistema. Durante o evento, ainda foi formado um comitê gestor do polo Mangue Digital e validada uma carteira de projetos. Temos boas expectativas com o programa”, disse Eduardo Paiva, diretor executivo do SoftexRecife, que participou do evento.

 

Entre os projetos colocados nas oficinas, Paiva citou a proposta de desenvolvimento de plataforma para cruzamento de necessidades de negócios e o fomento à cooperação de pesquisadores nacionais e internacionais. Na ocasião, os participantes também pontuaram a necessidade da criação de um fundo garantidor de projetos, redução de burocracia para acesso ao crédito e utilização da rubrica de P&D do Fundo de Desenvolvimento do Nordeste (FDNE), administrado pela Sudene.

 

Segundo a Sudene, a intenção agora é construir o diagnóstico territorial, traçar uma estratégia de ação compartilhada e elencar uma carteira de projetos a serem desenvolvidos por integrantes do Polo, que reunirá diversos produtores de inovação e de tecnologias da informação e comunicação na localidade. Os setores que atuam com TIC serão contemplados com ações do programa Rotas da Integração Nacional do MDR, cuja finalidade é estruturar e incentivar arranjos produtivos locais. Além de Recife, o MDR escolheu outras três localidades para implementar a Rota de TIC: Paraná, Distrito Federal e Paraíba.

Confira todos os informativos


Acompanhe nossa agenda de eventos, cursos e palestras!

Agendas de eventos

© SOFTEXRECIFE. Todos os direitos reservados.