Porto de Suape se aproxima de startups para inovar

A gestão do atracadouro e companhias alocadas no complexo participaram de um Match Day, no dia 31 de maio, com a participação de 24 empresas de TICs

A tecnologia está impulsionando grandes avanços no mundo dos negócios e beneficiando quem investe nela. Esse cenário motivou o Complexo Industrial Portuário de Suape – o mais importante do Norte e Nordeste – a ir em busca de inovação e, com isso, a estreitar os laços com ecossistema de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) de Pernambuco. O primeiro passo em prol dessa jornada foi dado no último dia 31 de maio. A gestão do atracadouro e empresas alocadas no complexo participaram de um Match Day, promovido pelas entidades do parque tecnológico: SoftexRecife, Assespro PB/PE, Seprope, Porto Digital, CESAR e Manguez.al.  

O auditório do Apolo 235, local escolhido para abrigar o evento, ficou lotado. Lá, estiveram mais de 30 gestores do Porto de Suape, além de representantes de cinco organizações do complexo (Tecon Suape, Pamesa, Concessionária Rota do Atlântico, Frompet e Localfrio), 24 empresas de TI e quatro Institutos de Ciência e Tecnologia (ICTs). A abertura contou com a presença do secretário de Desenvolvimento Econômico, Bruno Schwambach, que reforçou a importância de ter a tecnologia como uma aliada para alavancar a competitividade e solucionar gargalos. “Se a gente não buscar a inovação e melhorar no dia a dia o que fazemos, o que devemos fazer, a gente está fadado ao fracasso”, alertou.

O Porto de Suape mapeou 14 desafios que poderiam ser tratados ou otimizados com o emprego de tecnologia. Os problemas foram enviados antecipadamente para as empresas de TI e ICTs. “Suape tem 40 anos de história e tem se colocado numa posição de vanguarda. A partir de hoje, queremos começar uma contratação direta para as soluções prontas e também identificar alguns projetos importantes. Acho que muitas soluções passam perto do que precisamos. Então, queremos trazer essas empresas para dentro de Suape. Vamos estudar e verificar quais são as soluções que podem ser desenvolvidas em conjunto e projetar as startups para outros portos do Brasil”, colocou Leonardo Cerquinho, presidente de Suape.

Pela manhã, a programação do Match Day foi dedicada a mostrar à comitiva do Porto de Suape a estrutura, o funcionamento e as perspectivas do ecossistema. O diretor executivo do NGPD, Leonardo Guimarães, falou sobre o histórico, atuação e números do Porto Digital. Na sequência, um painel – capitaneado por Sérgio Cavalcante (UFPE/GCB); Vítor Hugo (Manguez.al); e Cristiano Araújo (CInove/UFPE) – detalhou os atores do ecossistema e as conexões realizadas entre eles, que transforma esse ambiente em um ecossistema vivo e fator um decisivo para gerar inovação. Também houve um keynote sobre Open Innovation, com Teco Sodré.

Além disso, aconteceram dois momentos de pitches. Ainda pela manhã, os ICTs expuseram seus projetos e as oportunidades existentes junto ao setor privado. Participaram: CInove – da UFPE; Instituto de Inovação Tecnológica (IIT) da UPE; e Instituto SENAI de Inovação para Tecnologias da Informação e Comunicação (ISI-TICs). Pela tarde, 24 empresas de TI se revezaram sobre o palco para pontuar sobre suas soluções, diferenciais e experiências. Os pitches foram da Procenge, Recrut.AI, Senfio, Navalport, Tomus, Oncase, Le Fil, SurfGuru, Idea, Corptech, SET, Fábrica de Negócios, In Forma, Joy Street, In Loco, Avantia, BS4, Orb, Estúdios, AO3, BottomUp, Pitang, Facilit, DigitAllWorkers.

Confira todos os informativos


Acompanhe nossa agenda de eventos, cursos e palestras!

Agendas de eventos

© SOFTEXRECIFE. Todos os direitos reservados.