SoftexRecife promove oficina sobre arduino e modelagem 3D

Treinamento, que durou nove horas, focou em fazer os participantes interagirem com ferramentas tecnológicas e desafiarem a sua imaginação

Robótica, modelagem 3D, artes e empreendedorismo. Tudo isso fez parte de uma oficina promovida pelo SoftexRecife, com o apoio da Assespro PE/PB, Seprope, Manguez.al, Porto Digital e Mete a Colher. A atividade aconteceu no último dia 18 de maio, no laboratório de robótica do empresarial ITBC, localizado na Rua da Guia, no Bairro do Recife. Cerca de 10 pessoas, entre como professores da rede pública e estudantes da área de engenharia, integraram do curso de curta duração que focou em fazer os participantes interagirem com as ferramentas tecnológicas e desafiarem a sua imaginação.

“A ideia da oficina foi passar conceitos básicos de Modelagem 3D, Impressão em 3D, Arduino, sensores atuadores e eletrônica. A partir disso, abrir um leque de oportunidades para que os participantes mergulhem nesse universo da impressão 3D e da robótica, experimentando essas ferramentas no seu dia a dia ou, no caso dos professores, levar essa experiência para dentro das salas de aula”, comentou o monitor do SoftexRecife e instrutor da oficina, Inoã Pereira.

Ao todo, o treinamento durou pouco mais de nove horas e foi dividido em dois módulos, repassando conteúdos teóricos e enfatizando a aplicação prática deles. O primeiro momento foi dedicado à mostra programas usados em produções 3D e a construir uma peça tridimensional. Com isso, os participantes tiveram que modelar e imprimir luminária. “No processo de modelagem, usamos o programa freecad, um software livre e multiplataforma, que permite a criação de desenhos em três dimensões”, detalhou Inoã Pereira.

A segunda parte da oficina focou em conhecimentos ligados à robótica e automação. “Passamos para os participantes uma base sobre Arduino, um tipo de placa que permite a criação de equipamentos automatizados. Além disso, abordamos alguns conceitos e praticamos uma linguagem de programação simples”, pontua o instrutor. Como produto final, o grupo ainda desenvolveu um circuito para a luminária, que fazia ela acender quando o ambiente estiver escuro e apagar no claro. “Mas, a base do circuito criado para a luminária foi apenas eletrônica linear”, conclui.

Confira todos os informativos


Acompanhe nossa agenda de eventos, cursos e palestras!

Agendas de eventos

© SOFTEXRECIFE. Todos os direitos reservados.