Oficina Robótica: jovens aprendem a criar artefatos eletrônicos

Oficina tem abordagem prática e interdisciplinar que estimula os participantes a resolverem problemas a partir da robótica e do reaproveitamento de material usado

Em pleno janeiro, período de férias, cerca de 20 crianças e jovens deixaram o ócio de lado e, com placas velhas, fios, baterias e materiais reaproveitados, fizeram nascer das próprias mãos robôs. Eles participaram da oficina Desvendando a Robótica, promovida pelo SoftexRecife, com o apoio da Assespro PE/PB, Seprope e Manguez.Al. Ao longo do mês, duas turmas foram abertas com duração de uma semana e carga horária de 20h/aula. Os artefatos eletrônicos são um dos resultados finais do treinamento, que aconteceram no período da tarde, no laboratório de robótica do empresarial ITBC, localizado na Rua da Guia, Bairro do Recife.

De acordo com o diretor executivo do SoftexRecife, Eduardo Paiva, a oficina busca fazer uma conexão do conteúdo de tecnologia com a realidade dos alunos, além de oferecer atividades práticas num laboratório completamente equipado. “Nosso objetivo é estimular a inovação e desenvolver a criatividade junto a jovens e crianças. Com isso, também criamos a oportunidade de despertar talentos e de incentivar os participantes a seguirem carreiras na área de tecnologia e ciências. Algo que é fundamental para a expansão do nosso ecossistema”, argumentou.

Nos encontros, os participantes tiveram aulas com conteúdo teórico e prático. Contudo, a oficina privilegiou as atividades que faziam o grupo colocar a mão na massa, visando ao aprendizado mais rápido. Para se ter uma ideia, de partida, os integrantes das turmas precisaram construir um circuito eletrônico, com temporizador de LED, capacitor, resistor e diodo. Depois, os desafios foram evoluindo e eles aprenderam a programar e inventar artefatos mais complexos com uso de Arduino. Ao final, cada turma desenvolveu seu próprio equipamento: uma solução prática para o dia a dia com o uso da robótica.

O monitor do laboratório do ITBC, Inoã Pereira, destacou que iniciativa ainda desmistificou o universo da tecnologia, evidenciando que a robótica pode ser feita por qualquer pessoa, independentemente de conhecimento prévio sobre o assunto, formação, idade ou condição econômica e social. Segundo ele, a maioria dos participantes nunca havia tido contato com o assunto. “A ideia foi mesmo fomentar a robótica livre mostrando que não se trata de algo difícil e que qualquer um que deseja pode aprender e criar esses equipamentos”, frisou.

Modelagem 3D – O SoftexRecife também promoveu um minicurso de Modelagem 3D para arquitetura, no Empresarial ITBC. Com carga horária de 20h/aula, a capacitação foi ministrada pelo designer Eduardo Ribeiro de Sales, entre os dias 22 e 26 de janeiro. O treinamento abordou conteúdos como introdução a modelagem 3D (interface de softwares, ferramentas e modelagens, composição do modelo 3d, técnicas de modelagem 3D), fluxo de trabalho (atividade em equipe; cooperação e funcionalidade; modelagem funcional), criando personagem 3D, e introdução à animação para arquitetura.

“A tecnologia 3D é uma realidade cada dia mais presente na área de entretenimento. Ela também exige o domínio de alguns softwares e o minicurso preparou os alunos para dominar esses programas, oferecendo ao mercado profissionais mais qualificados”, argumentou o diretor Executivo do SoftexRecife, Eduardo Paiva.

Confira todos os informativos


Acompanhe nossa agenda de eventos, cursos e palestras!

Agendas de eventos

© SOFTEXRECIFE. Todos os direitos reservados.