Inaugurado Instituto de Inovação Tecnológica da UPE

Com R$ 6,9 milhões em investimentos, Instituto tem o objetivo de fomentar a inovação, por meio de pesquisas e mais conexões entre a universidade e a indústria

O ecossistema de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) agora conta com um novo ator que fortalecerá o ambiente de negócio e de inovação no Estado. No último dia 18 de dezembro, foi inaugurado o Instituto de Inovação Tecnológica da Universidade de Pernambuco (IIT/UPE), localizado no Complexo do Parque Tecnológico de Eletroeletrônicos (Parqtel), no Recife. Com um investimento de R$ 6,9 milhões, o IIT tem o objetivo de fomentar a inovação por meio de pesquisas e de uma maior conexão entre a academia e a indústria local.

O novo equipamento foi instalado em um edifício com 1.600m² de área construída. A estrutura é composta por quatro pavimentos e está pronta para abrigar oito laboratórios de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) e nove de inovação. Os espaços dedicados à P&D são para Manufatura Avançada, Energias Renováveis, Biotecnologia, Sistemas Construtivos, Optoeletrônica, Sistemas Ciber-físicos, Data Science e Telemática e Visão Computacional. Já os laboratórios de inovação serão utilizados por empresas parceiras para a finalizar produtos e processos tecnológicos.

O governador Paulo Câmara, que comandou a cerimônia de entrega, ressaltou o Parqtel tem contribuído para o desenvolvimento de Pernambuco e agora, com o instituto, ele ganhará novo fôlego devido à maior presença da UPE. “É só ver pelas instalações que foram feitas, que temos aqui o que há de mais moderno no mundo. Isso vai contribuir para a tecnologia e para as novas etapas de produtividade que vão tornar Pernambuco cada vez mais conectado com o mundo”, afirmou Câmara, que esteve acompanhado do reitor da Universidade de Pernambuco (UPE), professor Pedro Falcão, durante o ato.

O Instituto recebeu recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPQ), da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (FACEPE), da Universidade de Pernambuco e empresas privadas. Seus laboratórios foram concebidos em alinhamento aos programas de pós-graduação da UPE e às diversas demandas da indústria local e nacional. “Nós já tínhamos a presença do Governo do Estado e da indústria e agora chega à academia [no Parqtel] para fechar essa tripla hélice em inovação. Para mim, é um dia que vai ficar para a história da universidade”, disse Pedro Falcão.

Integrando as comemorações dos 30 anos da Secti, a inauguração do IIT-UPE contou com a presença do secretário Alexandre Valença (Micro e Pequenas Empresas); do deputado estadual Joaquim Lira; do presidente da FACEPE, Abraham Sicsú; do diretor do Departamento de Fomento à Interação de Ciências Ópticas da Inovação, Marcelo Camargo; e de representantes das principais entidades do ecossistema de Pernambuco, como o SoftexRecife.

Marco Legal – Na ocasião, também foram lançados dois novos programas e sancionado o projeto de Lei Complementar que institui o Marco Legal de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) de Pernambuco. A nova lei visa modernizar a gestão da CT&I do Estado, além de nivelar-se com o Marco Legal de CT&I Nacional. Entre os principais aspectos estão o estímulo à cooperação entre os setores público e privado; o estabelecimento de um novo modelo de implementação das políticas de CT&I; e o fornecimento de mecanismos que permitem a participação de universidades, centros de pesquisas público-privado e empresas no processo de inovação. A legislação também busca estimular a difusão de startups.

Projetos – Ainda foram lançados os programas Centelha-PE e o TECNOVA II, ambos da FINEP em parceria com a FACEPE. O primeiro vai incentivar a criação de projetos inovadores, através de incubadoras e aceleradoras de empresas, espaços de coworking, parques e polos tecnológicos. O edital deve ser lançado até abril de 2019 e visa contratar 28 empreendimentos inovadores, dispondo de recursos na ordem de R$ 1,6 milhão. O TECNOVA II também publicará seu edital no início de 2019, com o objetivo de apoiar microempresas e empresas de pequeno e médio porte em projetos de desenvolvimento de produtos e/ou processos que envolvam risco tecnológico. O investimento é de R$ 2 milhões, com recursos de subvenção econômica.

Confira todos os informativos


Acompanhe nossa agenda de eventos, cursos e palestras!

Agendas de eventos

© SOFTEXRECIFE. Todos os direitos reservados.