Hands-on: Começam encontros para explorar ferramentas de visão computacional

Colaboradores de empresas associadas se reuniram nos dias 09 e 23 de outubro, focando suas atenções no desenvolvimento de ideias com o uso de instrumentos da Google e da IBM

 

Utilizar tecnologia para reconhecer imagens e classificar diferentes tipos de documentos é um dos muitos recursos da Visão Computacional. Essa aplicação começou a ser desenvolvida conjuntamente por colaboradores de empresas associadas, em encontros realizados nos últimos dias 09 e 23 de outubro, no laboratório de informática do empresarial ITBC, no Bairro do Recife. O projeto integra uma nova iniciativa do SoftexRecife, em parceria com a Assespro-PE/PB, Seprope e a comunidade Manguez.al, para disseminação de conhecimento sobre essa tecnologia no polo de TIC.

 

O instrutor do SoftexRecife, Delando Junior, explicou que os encontros do programa seguem uma abordagem hands-on, ou seja, de “aprender fazendo”. Por isso, os participantes indicaram quatro desafios e um foi escolhido, o proposto pela Emprel. Agora eles estão construindo um pequeno MVP para solucionar o problema, ao mesmo tempo que aprendem na prática sobre visão computacional. “Estamos desenvolvendo um pequeno MVP para reconhecer e classificar documentos, que chegam via plataforma web. Essa aplicação ajudaria na conferência de documentos para processos licitatórios que são realizados por órgãos públicos”, disse.

 

Segundo a Emprel, 70% das empresas desclassificadas em processos licitatórios do município são por problemas de documentação incorreta ou incompleta. “Nossa ideia é aprender como usar essa tecnologia para tornar a verificação de documentos mais rápida. Com isso, os interessados em participar de licitações teriam uma reposta, sobre esse aspecto, na hora em que subissem os arquivos na plataforma da prefeitura. Os empresários teriam uma oportunidade para corrigir o problema e participar efetivamente do certame”, detalhou o diretor da Assessoria de Projetos Estratégicos da Emprel, Homero Sampaio Cavalcanti.

 

Nos encontros já realizados, o grupo deu início ao processo de coleta de dados e à elaboração do modelo classificatório. Duas ferramentas de visão computacional estão sendo exploradas nos hands-on, o da Google e da IBM. Elas são as principais ferramentas do mercado. Mais simples de trabalhar, exigem menos o desenvolvimento de código. “Elas são ideais para criar e validar uma solução, apesar do custo associado. Após essa fase, cabe avaliar uma mudança para ferramentas com custos mais acessíveis, mesmo que isso exija mais na parte de desenvolvimento de código”, explicou Delando Junior.

 

Hands-on – Os hands-on são gratuitos e abertos aos associados e seus colaboradores. Eles estão acontecendo a cada quinze dias, sempre às quintas-feiras, das 17h30 às 19h30, no empresarial ITBC, Bairro do Recife. A intenção é compartilhar as informações sobre visão computacional, tecnologia de processamento de imagem para captação de dados. A ação é composta por uma série de cinco encontros para debater e aprofundar os conhecimentos sobre o tema.

Confira todos os informativos


Acompanhe nossa agenda de eventos, cursos e palestras!

Agendas de eventos

© SOFTEXRECIFE. Todos os direitos reservados.