Mercado chinês esteve no foco do encontro mensal dos empresários de TIC

Alcides Pires e Eduardo Ferreira falaram sobre o ecossistema de tecnologia e o mercado de uma das maiores potências econômicas do mundo

 

As mesas e cadeiras no espaço de eventos do restaurante Douro In, no Pina, estavam todas ocupadas na tarde do último dia 21 de setembro, quando aconteceu o tradicional encontro dos empresários e executivos do polo de TIC de Pernambuco. Eram mais de 40 pessoas. Toda essa audiência tinha como foco acompanhar as exposições sobre o ecossistema de tecnologia e o mercado chinês. À frente das apresentações estavam Eduardo Ferreira Lima e o presidente do SoftexRecife, Alcides Pires, que participou de uma missão comercial com os Brics, realizada naquele país no início do mês.

 

Quem abriu o bate-papo foi Eduardo Ferreira Lima, que falou amplamente sobre a economia e o setor de tecnologia do país comunista. “Há 20 anos, a pauta de exportação da China era bugigangas, como brinquedos, guarda-chuva, etc. Isso eles ainda têm. Mas hoje eles estão dominando a área de tecnologia, com 90% dos computadores, 75% dos celulares e 80% de painéis solares sendo feitos lá. O valor agregado das exportações também subiu bastante, de 20% para 50%. Há fábricas completamente automatizadas, sem uma pessoa. É impressionante”, afirmou.

 

Segundo Ferreira Lima, a China está de olho no futuro da inteligência artificial, com um plano de metas claras para garantir sua liderança no mercado global. Os objetivos são: em 2020, encostar nos líderes mundiais; em 2025, liderar alguns segmentos específicos (como reconhecimento de voz e visão computacional); e por fim, em 2030 ser o líder absoluto e o país que define as tendências. “O governo lançou um plano chamado 3 Steps, para se tornar líder mundial até 2030 na área de inteligência Artificial. O MIT (Massachusetts Institute of Technology) disse que não deveríamos ter medo da China e sim copiá-la”, comentou.

 

Já Alcides Pires detalhou a experiência de ter participado de uma missão comercial com os Brics, fruto de um convite que veio do Governo Chinês para o Sebrae e foi articulado junto ao Porto Digital. Ele foi o único representante do Recife na ação para promover o polo e vender individualmente empresas interessadas. Em duas oportunidades, o ecossistema de TIC de Pernambuco foi apresentado: um roadshow e um match maker. Neles, aconteceram exposições de todos os países, exceto o da China, pois nenhuma empresa, universidade ou parque tecnológico do país sede pôde ocupar o palco.

 

Para Pires, o mais interessante do evento veio com a participação num treinamento na área de transferência internacional de tecnologia, em que conheceu representantes do Georgia Tech. Na exposição dos representantes do parque tecnológico americano, notou-se que a Georgia Tech adota uma política pública semelhante à do Porto Digital, no que diz respeito ao investimento em startups como forma de gerar emprego, renda e desenvolvimento econômico. Os representantes da Georgia Tech também levantaram um problema sobre o que fazer para essas empresas nascentes permanecerem no ambiente de origem.

 

“Um problema que a Geogia tech observou foi que se investia dinheiro para desenvolver startups, sabia-se que elas se desenvolveriam melhor se tivessem conectadas com outros ambientes, mas como fazer para elas ficarem onde foi usado o dinheiro do contribuinte? Lá, foi dito uma coisa importante: as startups ficam onde encontram os primeiros clientes e bons mentores. Para mim, esse é o grande aprendizado do evento. E isso nos remete a ser uma ponte para as startups em obter não só o primeiro cliente, mas bons mentores”, destacou Pires.

 

Homenagem – Durante o almoço, também foram registradas homenagens a Gerino Xavier, presidente do Seprope, por sua atuação frente às discussões recentes para fechamento da data-base, e a Chico Saboya, que deixa a presidência do Porto Digital. “Queremos agradecer a Chico Saboya todo o legado que deixa no nosso ecossistema e desejar muita sorte a Pierre Lucena, que vai fazer uma palestra no nosso próximo encontro”, pontuou Italo Nogueira, presidente da Assespro.

 

Acompanhe nossa agenda de eventos, cursos e palestras!

© SOFTEXRECIFE. Todos os direitos reservados.