Plataforma para análise e visualização de dados espaciais é apresentada no Recife

Fundadores da Painting With Data fizeram uma exposição especial no auditório do empresarial ITBC, com o apoio do SoftexRecife

 

A dificuldade das pessoas em utilizarem plataformas capazes de expor dados visualmente em mapas, o que facilitaria a tomada de decisões na iniciativa pública e privada, levou um grupo de jovens a transformar esse problema em um negócio. A Painting With Data é exatamente uma ferramenta online para analisar e visualizar dados espaciais através de uma interface em tempo real e amigável. A solução já está disponível na web e os fundadores da startup, com sede em Boston, estão rodando o mundo para divulgar e incentivar seu uso. No último dia 20 de agosto, dois deles aportaram no Recife e fizeram uma apresentação especial no empresarial ITBC, com o apoio do SoftexRecife.

 

“As pessoas tinham dificuldades em aprender a utilizar esse tipo de plataforma de dados espaciais, que são os dados georefenciados, com latitude e longitude, endereço, município, bairro, qualquer um que tenha o aspecto espacial. Esse problema ocorre porque os softwares que existem hoje no mercado requerem que as pessoas trabalhem no backend, programando”, explicou a pernambucana Brena Sena, que está morando nos Estados Unidos, e integra o time de fundadoras da startup. Da equipe, também esteve junto com ela na exposição da ferramenta Carlos Sandoval Olascoaga.

 

De acordo com Brenda Sena, o Painting With Data livra as pessoas de programarem no backend e torna os mapas interativos. “Embora existam muitos dados abertos, poucas pessoas possuem as habilidades técnicas necessárias para compor os mapas e analisar as informações. A nossa proposta é facilitar a análise e a visualização desses dados espaciais, de forma que as pessoas criem os seus modelos baseados no que veem no mapa e no que criam no mapa. Então, queremos que as pessoas trabalhem com os dados em si espaciais com uma visão espacial, em vez de estar trabalhando com números no backend e fazendo programação’, argumenta.

 

Ao proporcionar uma ferramenta mais intuitiva de entender dados espaciais, a equipe da Painting With Data acredita ainda que levará mais pessoas a terem acesso e utilizar esse tipo de ferramenta. “Acreditamos que é possível gerar um engajamento cívico, de melhores tomadas de decisões para o setor público e privado e no final proporcionar melhorias para todos nós. Quanto mais informação disponível maior a possibilidade de transformar a realidade. Somos bombardeados com informações e não temos a capacidade de criar modelos, de fazer novas leituras, ter outras visões e de compartilhar. Esperamos que a nossa ferramenta seja maneira de criar essas novas conversas, discussões, tomadas de decisões”, analisou.

 

Para o presidente do SoftexRecife, Alcides Pires, que acompanhou a apresentação, a ferramenta é muito interessante e pode configurar boas oportunidades para algumas empresas de TIC. “Esse foi um primeiro momento da Painting With Data no ecossistema de tecnologia do Recife. É uma ferramenta fantástica e que pode gerar match com empresas do polo. Vamos buscar trazer a Painting With Data novamente para expor a plataforma aqui em Recife. Mas, dessa vez, nossa intenção é encaixá-los na programação do Rec’n’Play”, adiantou Pires.

 

Modelo de negócio – Neste momento, a plataforma está disponível na web, aberta e gratuita. Qualquer pessoa pode entrar, fazer uma conta e provar. O grupo ainda está criando o modelo de negócios da startup, mas é certo que haverá pacotes free e pagos. “Ainda estamos conhecendo os nossos usuários: quanto tempo passam na plataforma, quais recursos são mais usados, entre outras coisas. Por isso, estamos disponibilizando abertamente o Painting With Data. Essa pesquisa deve se estenderá pelos próximos 6 meses”, finalizou Brenda.

Confira todos os informativos


Acompanhe nossa agenda de eventos, cursos e palestras!

Agendas de eventos

© SOFTEXRECIFE. Todos os direitos reservados.