Computação cognitiva: Empresários do polo de TIC querem firmar parceria com a IBM

Entidades do setor e empresas vão propor criação de case que beneficie a população e gere aprendizado para as organizações do polo.

 

Os empresários do Polo de TIC de Pernambuco estão de olho na possibilidade de desenvolver novas tecnologias a partir da computação cognitiva. Para isso, a primeira aproximação com a IBM já está marcada. Nesta quinta-feira (27), pela manhã, representantes SoftexRecife, Assespro e Seprope vão se reunir com o executivo da IBM Brasil, David Dias, responsável pelos canais do Watson (sistema de computação cognitivo da gigante). Na pauta do encontro, está a perspectiva de se efetivar parcerias. À tarde, às 14h30, será realizada uma palestra do executivo para uma plateia de empresários.

 

Segundo o presidente do SoftexRecife, Alcides Pires, a instituição hoje coordena um grupo de discussões sobre o tema com mais de 45 executivos da área de TI no estado. “Foi a partir dessas reuniões focadas no desenvolvimento de tecnologias associadas à computação cognitiva que decidimos fazer uma aproximação com a IBM. Queremos criar – em conjunto com várias empresas – um case, um produto que beneficie toda a população e ainda gere conhecimento para as empresas do polo”, afirma.

 

Inicialmente, a ideia para compor o case é a criação de uma plataforma digital de inteiração entre as obras e o público no Paço do Frevo, semelhante ao desenvolvido para a pinacoteca de São Paulo (exposição a Voz da Arte). No museu paulista, os visitantes podem fazer perguntas sem formalidades diretamente às obras através de um smartphone e receberem suas respostas. Contudo, os pernambucanos pensam em usar mais artifícios para ampliar a inteiração com as pessoas.

 

“Nesse primeiro momento, o objetivo é conhecer mais a ferramenta da computação cognitiva e construir algo positivo para a sociedade. Esse aporte de conhecimento sobre uma tecnologia que vai ganhar cada vez mais proporções é muito importante para o nosso ecossistema”, reforça o presidente da Assespro, Ítalo Nogueira, acrescentando que o grupo busca contar com o suporte maior da IBM durante o desenvolvimento do case, pois há um interesse mútuo na iniciativa.

 

O presidente do SoftexRecife também adianta que o projeto foi apresentado e bem recebido pela secretária de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, Lúcia Melo; e pelos professores Abraham Sicsu (presidente da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco – FACEPE) e Paulo Cunho (diretor Científico da FACEPE). “Agora, eles estão estudando a possibilidade de nos apoiar nesse projeto”.

 

Palestra – Para falar sobre o modelo comercial do Watson e seus diferenciais, o executivo da IBM, David Dias, realizará uma palestra, às 14h30, no auditório do empresarial ITBC, na Rua da Guia, Bairro do Recife. O encontro é voltado apenas para representantes de empresas de desenvolvimento de software do Porto Digital. Além de dados comerciais, Dias também apresentará alguns cases de sucesso do sistema Watson no Brasil e no exterior.

 

Computação cognitiva – Considerada a nova era da tecnologia, a computação cognitiva traz a capacidade de máquinas processarem informações e de aprender com elas, num processo semelhante ao do cérebro humano. A IBM foi uma das primeiras a desenvolver tecnologia na área, com o sistema Watson sendo apresentado em 2011. Hoje, a ferramenta já é usada de forma mais avançada na medicina, na área jurídica, na hotelaria e gastronomia. Outras empresas de TI também estão desenvolvendo sistemas próprios de computação cognitiva.

 

Serviço

 

O que: Empresários do polo de TIC querem firmar parceria com a IBM

Quando: 27/07, às 14h30 (palestra)

Onde: Empresarial ITBC, edifício sede do SoftexRecife, na Rua da Guia, 142, Bairro do Recife.

© SOFTEXRECIFE. Todos os direitos reservados.